sábado, 24 de dezembro de 2011

Feliz Natal

Image and video hosting by TinyPic


Merry Christmas        ¡Feliz Navidad!        Joyeux Noël

 Feliz Natal !


Frohe Weihnachten        聖誕節快        メリークリスマ

Quero desejar a vocês um feliz natal e um otimo 2012
(Tbm quero que o papai noel INVADA a sua casa e naum leve a sua TV ou seu pc)



quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Especialidades [post postado novamente -.-'']

Oi povo

Estou aqui para repassar de novo um post que ja havia postado sobre as especialidades, é um otimo post e tem links da onde vcs podem encontrar as especialidades para verem os seus itens. Vamos lá :


Existem varias especialidades, elas são divididas em alguns grupos esses são os grupos:


As especialidades também tem seus niveis que funcionam assim

Para cada especialidade existem três (3) níveis: Nível 1, Nível 2 e Nível 3.
Todas as etapas para se conquistar uma especialidade são numeradas sempre em múltiplo de três, ou seja, dá sempre para se formar três gupos.
Ex: vamos supor que uma dada especialidade possui 15 itens, logo formamos três grupos com cinco ítens.
Se você fizer qualquer cinco itens (1/3), realizou parcialmente o que a especialidade pede e conquistou o nível 1.
Se fizer dois grupos (2/3), ou seja, qualquer dez dos quinze ítens, merece o nível dois e se fizer todos os ítens(3/3), aí você é um campeão e vai ostentar um valioso nível três.
Qualquer ramo pode fazer qualquer nível.

Particularmente sugerimos que o Nível 1 seja para Lobinho, o Nível 2 para Escoteiros e o Nível 3 para Sêniores
É só isso *---*

Algumas coisinhas das especialidades

Olá povo,

Hoje estou fazendo mais um post para monstrar para vcs algumas resoistas de alguns itens de algumas especialidades para vcs ja irem treinando nessas férias ^^

Primeiros Socorros :
 Item 6- Demonstrar quatro métodos de transportar pacientes:

Dentro das mais variadas situações podemos nos deparar
 com a necessidade de   prestar socorro a alguém que
esteja incapacitado de exercersuas funções motoras
   precisando do auxílio para que lhe seja prestado
 os primeiros socorros.E aí que precisamos estar
Sempre Alertas para saber comoagir em cada 
caso   ,e forma que não seja agravada a situação
da vítima.A forma correta de deslocamento faz a
diferençatanto para quem transporta,
quanto para quem é transportado.

transporte_1Este tipo de transporte é usado apenas como um apoio para pessoas em estado de fraqueza.
transporte_2Para um transporte rápido em que o paciente não requeira muitos cuidados este método pode ser utilizado.
transporte_3Quando se esta sozinho, e a vitima é bem pesada. Arrastar com um cobertor pode ser usado para percursos bem curto.
transporte_4Outro método de transporte rápido em que o paciente não requeira muitos cuidados este método pode ser utilizado.
transporte_5Este método pode ser utilizado para transporte de pacientes em distâncias medianas devido a força exercida pelos dois carregadores.
transporte_6Este método é pouco aconselhado devido a sua falta de estabilidade, devendo ser utilizado em último caso.
transporte_7Para remoção em locais urbanos onde se tenha acesso a uma cadeira, esse método traz mais estabilidade que anterior e mais conforto ao paciente.
transporte_8Podemos improvisar uma maca tipo prancha com uma tábua e umas tiras de pano para substituir as tiras que acompanham a prancha. Na falta de uma prancha, improvise uma maca, com 2 bastões ou galhos, coloque os cintos calças e camisas.

Pioneirias:
Item 1- Fazer e saber a utilidade de pelo menos 15 nós.

image004.jpg
Nó Direito : Utiliza-se para unir duas cordas da mesma espessura.
image006.jpg
Nó Direito Alceado: Como o Nó Direito simples é utilizado para unir dois cabos da mesma espessura, porém possuí uma alça que desata o nó quando puxada. Geralmente é usado quando o nó direito não é permanente e precisará ser desfeito mais tarde.
image008.jpg
Nó de Escota: Utiliza-se para unir duas cordas de diferentes espessuras.
image010.jpgNó de Escota Alceado: Mesma utilidade do escota, só que mais fácil de desatar. É muito utilizado para prender bandeiras na adriça.
image012.jpg
Nó de Correr: Serve para fazer uma alça corrediça em uma corda.
image014.jpg
Nó em Oito: Utiliza-se para evitar o desfiamento da ponta de uma corda. Utilizado também por montanhistas para unir duas cordas (nó em oito duplo).
image016.jpg
Volta da Ribeira: Utilizado para prender uma corda a um bastão (tronco, galhos, etc.) depois mante-la sob tensão.
image018.jpg
Volta do Fiel: Nó inicial ou final de amarras. Não corre lateralmente e suporta bem a tensão. Permite amarrar a corda a um ponto fixo.
image020.jpg
Volta do Fiel Duplo: Utilizado para amarrar cabos de retenção e espias.
image022.jpg
Catau: Utiliza-se para reduzir o comprimento de uma corda sem cortá-la. Serve também para isolar alguma parte danificada da corda, sem deixá-la sob tensão.
image024.jpg
Nó Aselha: É utilizado para fazer uma alça fixa no meio de um cabo.
image026.jpg
Nó de Arnez: É utilizado para fazer uma alça fixa no meio de uma corda (sem utilizar as pontas).
image028.jpgBalso pelo Seio: Serve para fazer duas alças fixas do mesmo tamanho em uma corda.

image030.jpg
Fateixa: Serve para prender um cabo a uma argola.
image032.jpg
Lais de Guia: Utilizado para fazer uma alça fixa (e bastante segura) tendo em mãos apenas uma ponta da corda.
image034.jpg
Nó de Pescador  simples e duplo: Utilizado para unir linhas de pesca, cordas corrediças, delgadas, rígidas, cabos metálicos e até cabos de couro.
image036.jpg
Volta Redonda com Cotes: Utilizado para prender uma corda a um bastão.
image038.jpg
Volta do Salteador: Utilizado para prender uma corda a um bastão, com uma ponta fixa e outra que quando puxada desata o nó.

image040.jpg
Moringa: O Nó de Moringa é utilizado para amarrar um cabo em um gargalo de garrafa ou jarro. É seguro e resistente.
image042.jpg
Nó de Frade: Usado para criar um tensor na corda. Pode servir para parar uma roldana ou auxiliar na subida de uma corda como nó de apoio. Também pode ser usado para a transmissão de código Morse.
image044.jpg
Enfardador: Permite ser sempre ajustado quando é necessário manter uma corda ou cabo sempre esticado. Numa falsa baiana, por exemplo, ao receber muito peso o cabo afrouxa, com este nó é possível estica-lo novamente com firmeza ser desfazer completamente o nó.
image045.jpgFalcaça: A falcaça é feita na ponta de um cabo evitando que ele comece a desmanchar com o uso e o tempo. Pode ser feita com linha grossa.

image048.jpg
Cadeira de Bombeiro: É um nó simples e rápido de atar quando se precisa subir ou descer uma pessoa de uma árvore, barranco ou outro ponto. É seguro, porém mais utilizado em caso de emergência ou quando a altura não oferece grandes riscos. Para estes casos, existem cadeiras mais elaboradas e seguras.
image050.jpg
Amarra Diagonal: Serve para aproximar e unir duas varas que se encontram formando um ângulo agudo. É menos usada que a Amarra Quadrada, mas é muito utilizada na construção de cavaletes de ponte, pórticos etc. Para começar usa-se a Volta da Ribeira apertando fortemente as duas peças, dão-se três voltas redondas em torno das varas no sentido dos ângulos, e em seguida, mais três voltas no sentido dos ângulos suplementares, arrematando-se com um anel de duas ou três voltas entre as peças (enforcamento) e uma Volta de Fiel para encerrar. Pode-se também encerrar unido a ponta final a inicial com um nó direito.
image052.jpg
Amarra Quadrada: É usada para unir dois troncos ou varas mais ou menos em ângulo reto. O cabo deve medir aproximadamente setenta vezes o diâmetro da peça mais grossa. Começa-se com uma Volta de Fiel bem firme ou uma Volta da Ribeira. A ponta que sobre desse nó, deve ser torcida com o cabo para maior segurança ou utilizada para terminar a amarra unindo-se a ponta final com um nó direito. As toras ou varas são rodeadas por três voltas completas redondas entre as peças (enforcamento) concluindo-se com a Volta do Fiel na vara oposta ao que se deu o nó de início ou com o nó direito na extremidade inicial.
image054.jpg
Amarra de Tripé: Esta amarra é usada para a construção de Tripés em acampamentos, afim de segurar lampiões ou servir como suporte para qualquer outro fim. A amarra de tripé é feita iniciando com uma volta da ribeira e passando alternadamente por cima e por baixo de cada uma das três varas, que devem estar colocadas lado a lado com uma pequena distância entre elas. A vara do meio deve estar colocada bem acima, afim de amarrar a sua extremidade inferior à extremidade superior das outras duas ao lado. Não é necessário o enforcamento nesta amarra, pois ao ajustar o tripé girando a vara do meio a amarra já sofre o "enforcamento" sendo suficientemente presa. Entretanto, em alguns casos o enforcamento pode ser feito, passando voltas entre as varas e finalizando com uma volta do fiel ou nó direito preso a extremidade inicial.
image056.jpg
Amarra Paralela: Serve para unir duas varas colocadas paralelamente. Pode ser usada para apoiar ou até sustentar o outro bambu. Faz-se uma argola e dá-se voltas sobre ela e as duas varas como se estivesse falcaçando, terminando, também como uma falcaça, passando a ponta do cabo pela argola e puxando a outra extremidade para apertar. Finaliza-se com um nó direito unindo as duas extremidades.


Todos os Créditos dessa postagem vão para Amanda ela achou essas figurinhas e postou no seu blog so estou repansando ^^

Vídeos do Joti \o/

Esses são os vídeos do joti desse ano \o/









[

Acho que são so esses vídeos se faltou algum me avisem *--*

quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

Quantos escoteiros existem no mundo

Vocês têm noção de quantos escoteiros existem em todo o mundo?

São mais de 28 Milhões de Escoteiros em todo o mundo, existem 216 países e territórios que possuem o Movimento escoteiro.
No Brasil existem 66.375 escoteiros.
Ocorreu um erro neste gadget